Cabo Verde conhece desafios e oportunidades para execução da Política Regional de Pesca e de Aquacultura

Cabo Verde vai conhecer esta quinta-feira, 23, os desafios e oportunidades que possam contribuir para o diálogo regional, como também facilitar, no futuro, a implementação da Política Regional de Pesca e de Aquacultura.

Essas respostas estão no relatório de consultoria sobre o “Estudo/análise da contribuição das Políticas e Estratégias Nacionais de Pesca e de Aquacultura para a Segurança Alimentar e Nutricional em Cabo Verde”, enquadrado no Programa FIRST “Impacto, Resiliência, Sustentabilidade e Transformação para a Segurança Alimentar e Nutricional na CEDEAO”.

De acordo com informações facultadas pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), o estudo/análise realizado em Cabo Verde teve como propósito, mapear e avaliar o impacto das políticas e estratégias de pesca e de aquacultura existentes na segurança alimentar e nutricional e na redução da pobreza das populações em Cabo Verde.

A identificação dos desafios e as oportunidades a nível nacional, que possam contribuir para o diálogo regional, como também facilitar, no futuro, a implementação da Política Regional de Pesca e de Aquacultura da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Para a validação do “Estudo/análise da contribuição das Políticas e Estratégias Nacionais de Pesca e de Aquacultura para a Segurança Alimentar e Nutricional em Cabo Verde” que tem sido realizado em paralelo em todos os Estados membros, a FAO promove entre 23 e 24 de Novembro na Cidade da Praia, um ateliê que será inaugurado a partir das 08:30 num dos hotéis da capital.

O evento vai contar com a participação dos parceiros nacionais e internacionais, e de representantes de instituições e organizações profissionais directamente implicadas na formação e/ou implementação da política nacional de pesca e de aquacultura, da segurança alimentar e nutricional, da luta contra a pobreza e de questões ligadas ao género.

O Programa FIRST é resultado da parceria entre a FAO e a União Europeia, com o objectivo de fornecer um mecanismo de apoio às politicas de pesca e de aquacultura nos Estados membros da CEDEAO, visando a melhoria da segurança alimentar e nutricional das populações locais.

Fonte: InforPress

Notícias

Porto Novo: Museu das Romarias pronto para receber visitas nas próximas festas de São João – ministro da Cultura

Parque Tecnológico derrapa 30% do custo inicial mas vai ajudar a transformar Cabo Verde num “país digital”, garante Governo

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras