CEDEAO prepara em Cabo Verde reunião de ministros oeste-africanos da Energia

As agências e instituições do setor da energia da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) reúnem-se sexta-feira, na cidade da Praia (Cabo Verde), para preparar a reunião ministerial do sector do final de ano, em Conakry.

O encontro terá lugar no Centro das Energias Renováveis e Eficácia Energética da CEDEAO (CERREC), na capital cabo-verdiana.

As quatro instituições regionais criadas para impulsionar a execução dos programas e encontrar soluções inovadoras comuns para os problemas específicos do setor da energia da região também participarão na reunião de Praia.

O encontro servirá de quadro de intercâmbios e orientação para a dinamização dos programas regionais no setor da energia, mas permitirá igualmente aumentar a sinergia na realização dos programas e velar pela complementaridade das ações através da harmonização das atividades.

Para fazer face aos grandes desafios energéticos que regista a sub-região oeste-africana, os Estados-membros da CEDEAO criaram, além da direção de energia, o Sistema de Trocas de Energia Elétrica Oeste-Africano (EEEOA), em 1999.

Foi instalado em 2006, em Cotonou (Benin), para promover e desenvolver as infraestruturas de produção e de transporte da energia elétrica e garantir a coordenação das trocas entre os Estados-membros da CEDEAO.

Foi ainda criada a Autoridade do Gasoduto da África Ocidental (AGAO), em 2003, para realizar e gerir o projeto de Gasoduto Oeste-africano (WAPG), sediado em Abuja (Nigéria).

Seguiu-se a Autoridade de Regulação Regional do Sector da Eletricidade da CEDEAO (ARREC), estabelecida em 2008 e sediada em Accra (Gana), para a regulação das trocas transfronteiriças de eletricidade, e para apoiar os mecanismos de regulação nacional.

Finalmente, o CEREEC instalado em 2009, na Praia, em Cabo Verde, foi encarregado de desenvolver o mercado regional das energias renováveis e eficácia energética.

Esta reunião de coordenação, a quinta do género, realiza-se num país que envidou vários esforços materializados pelo Centro das Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI) e pelo parque eólico e uma mini-rede solar na Praia, para desenvolver as energias renováveis cuja taxa de penetração representa 25% do balanço energético de Cabo Verde.

Fonte: PanaPress

Notícias

Governo nomeia dirigentes do Instituto do Turismo

Porto Novo: Governo vai investir seis mil contos para apoiar 40 agricultores com o sistema de rega gota-a-gota

Cabo Verde no Fórum Africano para Cultura de Paz com 12 artistas

Hotel e Casino da Praia concluídos até ao final de 2020

​Fogo acolhe em Novembro a 10ª Reunião de ministros do Turismo da CPLP