As mil cores da “nova” Achada Grande Frente

De 25 de Janeiro a 6 de Fevereiro acontece mais um workshop de Arte Urbana, componente importante e até aqui a mais visível e mediática do projecto. É a 5ª edição deste programa, que tem a curadoria do antropólogo Lorenzo Bordonaro e do sociólogo Redy W. Lima e tem trazido à Cidade da Praia grafitters e artistas influentes, com percurso relevante e obras marcadas por uma sensibilidade social.

O grafitter italiano NemO´s foi o primeiro a deixar a sua marca na comunidade, conforme o Expresso das Ilhas registou há perto de um ano quando pintou ali alguns murais. Antes, e conforme a linha do projecto, realizou com um grupo de jovens artistas locais escolhidos a partir de um edital uma oficina criativa.

Seguir-se-iam os brasileiros Paula Plim (de Abril a Maio), Finok (de Junho a Julho) e Ananda Nahú (de Outubro a Novembro). O processo foi o mesmo: uma residência artística em que formadores e formandos se instalaram no bairro e antes de avançarem para a criação dos coloridos e impactantes murais efectuaram uma imersão naquilo que é a realidade social e cultural do bairro e a vivência dos seus habitantes.

A intervenção artística é parte importante do processo de transformação daquele espaço urbano e da estratégia promocional do bairro, com vista a criar um fluxo turístico. Mas um turismo diferenciado, como já referido, e cujos proveitos cheguem directamente à população local.

Os resultados desta intervenção artística e primeira etapa da requalificação urbana da zona já estão à vista e começam a atrair visitantes locais e estrangeiros. Alguns habitantes do bairro antes relutantes em disponibilizar as suas casas para as pinturas agora pedem para terem também as suas moradias embelezadas com o trabalho dos artistas.

O próximo workshop já está em preparação e tem como artista convidado uma estrela mundial da arte urbana: o sul-africano Falko One. Apelidado “herói do mundo do grafitti” da África do Sul e “maestro da tinta-spray”, Falko One vem espalhando a sua arte por diferentes locais da sua Cidade do Cabo natal, num projecto artístico contínuo a que deu o nome Once Upon a Town (Era Uma Vez uma Cidade, num trocadilho com a expressão once upon a time) e que a Red Bull transformou numa série de TV.

Através da web, espreitamos o trabalho do artista – que tem também murais em várias capitais mundiais – feito de pinturas de cores vibrantes, onde sobressai o efeito fluorescente e com presença recorrente de animais selvagens como tema. Falko One, à semelhança de NemO’s, aposta muito na integração da sua pintura a elementos circundantes. Ou seja, aquilo que pinta interage directamente, ou mesmo completa-se, com elementos físicos do espaço urbano escolhido como tela. 

Gildoca Barros, Kheyla Mendes, Heldir Octávio, Jottha Mosso e Odair Silva são os artistas cabo-verdianos seleccionados para este 5º Workshop de Arte Urbana. 
Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Governo nomeia dirigentes do Instituto do Turismo

Porto Novo: Governo vai investir seis mil contos para apoiar 40 agricultores com o sistema de rega gota-a-gota

Cabo Verde no Fórum Africano para Cultura de Paz com 12 artistas

Hotel e Casino da Praia concluídos até ao final de 2020

​Fogo acolhe em Novembro a 10ª Reunião de ministros do Turismo da CPLP